Endereço do site: http://www.domtotal.com/noticias/674073

A vitória contra o câncer

Auditor da Receita Estadual conta em livro como venceu a doença

 

Livro ‘O templo dos guerreiros’ foi escrito por Danilo Prado após vencer um câncer linfático.
Por Michelle Santirocchi

Ele venceu o câncer. Danilo Vilela Prado, 53 anos, auditor da Receita Estadual,  lutou contra um tipo agressivo de câncer linfático e mostrou em um livro publicado de forma independente que qualquer um pode lutar pela vida. “Todos nós somos guerreiros, só temos que descobrir isso”.

Ele descobriu o linfoma “não-Hodgkin” por acaso, em março de 2009. “O linfoma é assintomático, o que dificulta a descoberta precoce da doença”, disse. “Faço exercícios com frequência e num sábado, cinco dias depois de fazer atividades como de costume, senti uma dor no peito e falta de ar. Achei aquilo estranho e fui procurar um médico. Eu tinha feito um check up no dia 28 de novembro e minha saúde estava em perfeita condição”, completou o auditor.

No pronto socorro foi atendido por um pneumologista de plantão que suspeitou de problemas cardíacos. Após alguns exames e a hipótese descartada, Danilo fez raio x e tomografia. Foi após esses exames que ele recebeu a notícia que ia mudar os rumos de sua vida. “Eu tinha um tumor do tamanho de um ovo no mediastino (uma das três cavidades em que está dividida a cavidade torácica. É o espaço entre as regiões pleuropulmonares). Além disso, descobrimos três nódulos no pulmão direito e dois no esquerdo, e também vários linfonodos bastante aumentados e espalhados”, contou.  Depois disso, ele acabou descobrindo mais dois tumores no pescoço, ao fazer outra tomografia.

Sem se abater

Para Danilo, o primeiro impacto foi assustador. Mas ele decidiu que não se abateria e ia lutar para vencer a doença. Resolveu que a primeira coisa a fazer seria tentar controlar o emocional. “Comentei com poucas pessoas da minha família e tinha certeza de uma coisa: ia lutar e reverter o caso”.

Começou a fazer meditação para ajudar no controle da mente e acabou ficando mais calmo que a mulher e os filhos.  “Adotei essa estratégia e deu certo, porque o câncer, na maioria das vezes é assintomático. A doença está dentro de você, mas não se sente nada. A meditação ajudou muito a controlar o medo que sempre surge em situações como essa. Eu meditava e encontrava forças para viver”.

Disposto a ir em frente, Danilo fez sessões de quimioterapia que acabaram com apenas 40% do tumor. A medicação foi aumentada e mais duas sessões destruíram outros 40%. Foi a radioterapia que acabou com o tumor.

Cena comum em portadores de câncer, Danilo também raspou a cabeça. “17 dias após a primeira quimioterapia eu acordei e vi muito cabelo no travesseiro. Vi que era hora de raspar”.

O que mais incomoda, porém, na opinião de Danilo, não é raspar o cabelo e sim, a cara de piedade das pessoas. “Cara de piedade faz muito mal. A pessoa vem conversar com você como se estivesse se despedindo e não é bem assim. Hoje em dia temos chances enormes de curar do câncer”.

Ele disse que não teve depressão e que superou bem, inclusive as sequelas que foram surgindo. “Tive hipotireoidismo, muitas cáries e déficit cardíaco. Mas venci tudo e estou ótimo. Só vou ao médico para fazer controle”.

Câncer linfático

Linfoma “não-Hodgkin” é uma neoplasia maligna que se origina nos linfonodos (gânglios), que são muito importantes no combate a infecções.

Os poucos conhecidos fatores de risco para o desenvolvimento de linfomas não-holdgkin são: sistema imune comprometido, exposição química e exposição a altas doses de radiação.

Assim como em outras formas de câncer, dietas ricas em frutas e verduras podem ter efeito protetor contra o desenvolvimento da doença.

Os principais sintomas são: aumento dos linfonodos do pescoço, axilas e/ou virilhas, sudorese noturna excessiva, febre, prurido e perda inexplicada de peso.

São necessários vários tipos de exames para o diagnóstico adequado dos linfomas não-hodgkin. Esses exames permitem determinar o tipo exato de linfoma e esclarecer outras características, cujas informações são úteis para decisão da forma mais eficaz de tratamento a ser empregado.

A maioria dos linfomas é tratada com quimioterapia, radioterapia, ou ambos. A imunoterapia está sendo cada vez mais incorporada ao tratamento, incluindo anticorpos monoclonais e citoquinas, isoladamente ou associados à quimioterapia.

O livro

“A família e os amigos dão carinho e atenção, mas a luta é solitária. Só quem tem a doença é que pode lutar e vencer”.  Foi por causa dessa frase que Danilo escreveu um livro. “Minha intenção é que as pessoas busquem a força interior. Temos que trabalhar a mente a nosso favor. E Deus tem um papel fundamental também. Muitos podem até falar que não acreditam nele, mas na hora do aperto acreditam”.

Em “O templo dos guerreiros”, Danilo conta sua luta e sua vitória, dá conselhos e ensina a quem, assim como ele, precisa ser um guerreiro para sobreviver. “Somos todos filhos de Deus. Temos o DNA divino dentro de nós. Somos guerreiros e temos o instinto de sobrevivência. E esse guerreiro surge nos momentos de dificuldade”.

No livro, o autor conta que o consciente deve dominar o inconsciente. “Temos que reeducar a mente para agir a nosso favor. O primeiro passo para vencer é acreditar que somos capazes de vencer”.

Lançado de forma independente, Danilo vende seus livros na Associação dos Fiscais de Minas Gerais, que fica na rua Sergipe, 893, no bairro Funcionários.

Quem quiser também pode comprar direto com o autor pelo telefone (31) 9647-5038 ou pelo e-mail danilovprado@gmail.com. Nesses dois locais, o preço do livro é de R$ 30.

Duas bancas também tem o livro para venda, a um custo de R$ 35. Uma banca está localizada na avenida Afonso Pena, esquina com rua Gonçalves Dias e a outra na rua da Bahia, equina com rua Gonçalves Dias.

 

Anúncios