MUITO IMPORTANTE:

Neste texto relato apenas a minha experiência bem sucedida ao usar o alecrim e cito fontes de pesquisa. Mas pode haver contraindicações. Por isso, recomendo às pessoas que antes de consumir essa erva extraordinária conversem sobre o assunto com médicos e nutricionistas.

Sim, o alecrim causa mesmo alegria. A cultura popular, testada ao longo de séculos, em vários países, demonstra que as pessoas que consomem o alecrim de diversas maneiras conseguem melhorar o bom humor.

Há mais de três anos uso o alecrim no almoço e jantar. Gosto do sabor na comida. Recentemente passei a fazer uso do chá de alecrim pela manhã e notei excelente melhora na disposição física e mental. Normalmente sou bem disposto e tenho vida muito ativa. Por isso, quis testar se o alecrim daria um “impulso” extra. A resposta é positiva.

Por que a erva produz efeitos benéficos para a mente e o corpo? A resposta é que o alecrim melhora a produção de serotonina, neurotransmissor que estimula a conexão entre os neurônios. Por isso, causa bem estar e também aumenta a alegria das pessoas.

Para esclarecer melhor: a serotonina além de melhorar as funções do sistema nervoso na liberação de alguns hormônios, ainda regula o sono, a temperatura corporal, o humor, a atividade motora, as funções cognitivas e tem ainda a grande vantagem de regular controlar a vontade de comer.

O chocolate também estimula a produção de serotonina. Daí as recomendações de consumo da iguaria. A diferença é que o chocolate é muito mais calórico do que o alecrim. Ambos são saudáveis, mas a planta é muito menos calórica e tem os seguintes efeitos, entre os seus muitos benefícios:

  1. aquece e estimula o cérebro e o corpo;
  2. aumenta a força contrátil do coração, indicado principalmente na insuficiência cardíaca congestiva;
  3. ajuda a diminuir os níveis de colesterol;
  4. atua como estimulante e anti-reumático;
  5. alivia rapidamente as dores de estômago e azias;
  6. recarrega a energia das pessoas cansadas e estressadas física ou mentalmente;
  7. ajuda no tratamento e alívio de problemas respiratórios, como resfriado, catarro, sinusite e até casos de asma. Nesse caso pode ser usada a inalação;
  8. se for usado externamente, tem grande ação anti-séptica, bom para limpar feridas, principalmente de diabéticos e pessoas que tem dificuldades de cicatrização;
  9. desintoxica o fígado, ativa as funções do pâncreas e estimula a circulação;
  10. quando tomado quente acalma a tosse;
  11. prevenção do câncer;
  12. melhora a memória;
  13. combate a enxaqueca;
  14. alivia as dores decorrentes de artrite, dores musculares e nas articulações;
  15. fortalece o sistema imunológico com as suas propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e anti-cancerígenas, pois melhora a saúde geral do corpo;
  16. possui propriedades antibacterianas contra o H. pylori, bactéria que causa úlceras de estômago, e também contra estafilococos, causadores de infecções;
  17. melhora o hálito;
  18. contém antioxidantes, e, por isso, retarda o envelhecimento.

Gosto de consumir o alecrim fresco, com as folhas cortadas em pedaços menores para liberar melhor os seus benefícios. Não deixo faltar a planta no almoço e no jantar.

Faço o chá da erva também picada. Tomo pela manhã, mas pode ser tomado a qualquer hora do dia. Um ramo fresco para uma caneca de porcelana. Deixo em fogo brando, até começar a borbulhar. Desligo o fogo e tampo com um pires para fazer a infusão. Depois de mais ou menos cinco a dez minutos uso coador metálico para retirar o alecrim e tomo o chá. O sabor é agradável. Em pouco mais de meia hora já começo a sentir os benefícios: melhor disposição e bom humor. Acredito que se for usado mais de um ramo para o chá os benefícios poderão ser aumentados.

Por questão de praticidade, o chá pode ser feito com o alecrim desidratado, que mantém os mesmos benefícios da erva fresca, porém é mais concentrado, por isso, o sabor é mais acentuado.

Precauções e alertas:

  1. As mulheres grávidas devem evitar o consumo de grandes quantidades do alecrim, porque poderão ter contrações uterinas e até aborto.
  2. Pessoas com pressão arterial elevada não devem usar o alecrim, principalmente tomar o chá, pois poderão ter aumento da pressão arterial;
  3. O alecrim não substitui remédios. Por isso, siga sempre as prescrições de médicos e converse com eles sobre o uso do alecrim, que poderá ter ainda outros efeitos.

Existem muitas publicações na internet sobre o alecrim, citando  benefícios muito além dos relacionados acima. Diante de tantas informações, recomendo a leitura dos textos contidos nos seguintes links:

Meu texto preferido sobre o alecrim é:

“Propriedades Medicinais do Alecrim”. Acesse:

http://elizabethprovidasaudavel.blogspot.com.br/2008/06/alecrim-nome-cientfico-rosmarinus.html  

Consulte ainda:

Os 16 Benefícios do Alecrim para Saúde:

http://www.saudedica.com.br/os-16-beneficios-do-alecrim-para-saude/

Chá de Alecrim

http://www.trocandofraldas.com.br/produto/cha-de-alecrim/

Anúncios