Nas crises, como a do coronavírus (Covid-19), somos todos colocados à prova dos “nervos de aço”, tamanha a insegurança, dor, desorientação, incertezas, medo de perder a própria vida ou a de entes queridos. Enfim, o caos está sempre à espreita e nem sempre temos a bússola necessária para manter o equilíbrio emocional, e enfrentar a tempestade.

A seguir relaciono itens que podem auxiliar a ter serenidade, paz e confiança nesse tempo difícil.

  1. O momento de dormir, à noite, é sempre a melhor hora para buscar o que desejamos, quaisquer que sejam os nossos anseios. É preciso apenas relaxar o corpo. Deitados com as costas no colchão, olhos fechados, o corpo relaxado. Cuide para que não existam tensões e contrações musculares. Esse o primeiro passo.
  2. Esvazie a mente, faça orações pedindo a Deus o que deseja. Faça com fé e com a confiança de conseguirá o que pede. Não seja egoísta. Nunca concentre os pedidos para si. Peça pelas pessoas, pelo universo, inclua o meio ambiente, os animais e vegetais. Liberte o seu lado bom e compassivo. Não lamente, por pior que seja a sua situação. Agradeça, muito, por essa oportunidade de crescer espiritualmente.
  3. Alguns poderão argumentar que a situação é insustentável. Não é bem assim. Sempre há pessoas em piores situações, como a dos moradores de rua e os analfabetos e miseráveis, por exemplo. Só de ter um colchão para repousar já é uma imensa bênção de Deus.
  4. Com o relaxamento, inicie um processo de aproximação com Deus. Fuja do paradigma das ideias fixas. Deixe a mente se desprender, não tente direcionar o pensamento. Após o relaxamento com a enumeração dos anseios, seu cérebro já sabe o que você quer. Daí a necessidade de “soltar” a mente para a liberdade, para que o pensamento flua sem a manipulação da mente que tenta se livrar da angústia.
  5. Depois das práticas acima, durma, repouse para recuperar as energias físicas, mentais e espirituais. O quarto deve ter pouquíssima ou nenhuma iluminação. É da escuridão que a luz virá no dia seguinte, a clarear os nossos passos conscientes.
  6. Ao acordar, repita a prática noturna, com uma diferença apenas: agradeça pelo dia que está amanhecendo, renove a prática da noite com a certeza e a confiança que o dia será bom. Espere o melhor e terá o melhor, pois Deus enxerga e atende aqueles que se entregam às práticas de gratidão e de pedidos feitos com o coração.
  7. Durante o dia exercite o corpo. Faça exercícios físicos moderados ou intensos, de acordo com o seu hábito. Mas sempre ative a circulação sanguínea.
  8. Alimente-se bem, evite alimentos industrializados e bebidas alcoólicas.
  9. Sempre há maneiras de ajudar as pessoas necessitadas. A bondade alivia as dores, fortalece o espírito e engrandece o ser humano. Procure órgãos de filantropia e de auxílio aos desamparados. Assim, é possível produzir a ocitocina, o chamado “hormônio do amor”, o qual produz uma corrente energética do bem, tanto para os que ajudam quanto para os que são ajudados.
  10. A crise mundial do coronavírus acabará. Até que o fim chegue é preciso disciplina. Por isso, faça as práticas acima diariamente, com determinação e fé. Os resultados positivos poderão ser mais rápidos ou um pouco mais demorados, mas sempre se concretizam.

Boa sorte a todos nós. Acreditemos que o universo todo será melhor após a crise.